Lisboa e Vale do Tejo voltam a ter 85% das novas infecções – DNoticias

A região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) voltou hoje a registar cerca de 85% dos novos casos de covid-19, com 225 das 266 infeções reportadas desde domingo, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela DGS, LVT registou 84,6% dos novos casos, percentagem quase idêntica à de domingo, quando a região tinha reportado 85% dos novos casos.

Contudo, apesar de a percentagem ser muito semelhante, o número de casos em LVT desceu relativamente a domingo (tal com os números totais do país), tendo sido reportadas 225 das 266 novas infeções, enquanto no domingo a região tinha 391 dos 457 novos casos.

No sábado, LVT tinha 79% dos novos casos, na sexta-feira 75,2%, na quinta-feira 77% e na quarta-feira 82,2%.

Nas últimas 24 horas, a região Norte reportou 25 novas infeções (9,4% dos novos casos), as regiões do Centro e do Alentejo registaram seis novos casos cada uma (2,2% em cada região), no Algarve há três novos casos (1,1%) e a Região Autónoma dos Açores reportou uma nova infeção (0,4%).

A Região Autónoma da Madeira não registou qualquer caso novo nas últimas 24 horas.

No total, a região de LVT tem já 18.977 casos, o Norte 17.501, o Centro 4.100, o Algarve 615, o Alentejo 477, a Região Autónoma dos Açores 150 e Região Autónoma da Madeira 92.

Os cinco concelhos – Lisboa, Sintra, Loures, Amadora e Odivelas – onde estão situadas as 19 freguesias que, a partir de dia 01 de julho, irão continuar em estado de calamidade, data em que a generalidade de Portugal Continental passará ao estado de alerta e a Área Metropolitana de Lisboa (AML) ao estado de contingência, reportaram 60,4% dos novos casos diários de LVT, 136 das 225 infeções.

Lisboa continua a ser o concelho com maior número de infeções, com 3.453 casos, tendo reportado 30 novas infeções nas últimas 24 horas, enquanto em Sintra, o segundo concelho da AML com mais casos, 2.614, foram reportadas mais 50 infeções do que no domingo.

Ainda na AML, Loures está com 1.812 casos (+21), na Amadora tem 1.666 (+21) e Odivelas tem 1.098 (+14).

Apesar de Cascais não ter nenhuma freguesia que irá continuar em estado de calamidade a partir de quarta-feira, o concelho registou o segundo maior aumento de casos desde domingo na AML, tendo reportado 36 novas infeções. No total, Cascais está com 942 casos.

Os outros quatro concelhos da região de LVT com mais casos são: Oeiras, com 778 (mais 20 do que no domingo), Vila Franca de Xira, com 745 (+5), Seixal, com 587 (+3) e Almada, com 584 (+7).

Dos cinco concelhos da região Norte com maior número de casos, apenas Vila Nova de Gaia reportou novos casos desde domingo, mais nove infeções. No total, o concelho já tem 1.649 casos.

Os concelhos do Porto (1.414 casos), de Matosinhos (1.292), de Braga (1.256) e de Gondomar (1.093) voltaram a não registar novas infeções.

A DGS realça que os números apresentados se referem ao total de notificações médicas no sistema SINAVE (excluindo notificações laboratoriais), pelo que podem não corresponder à totalidade dos casos por concelho.

De acordo com o boletim epidemiológico da DGS, o número de mortos relacionadas com a covid-19 ascende hoje a 1.568 pessoas enquanto os casos confirmados desde o início da pandemia totalizam 41.912 infetados.

Dos quatro novos óbitos registados nas últimas 24 horas, três mortes registaram-se na região de LVT e uma no Norte.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 501 mil mortos e infetou mais de 10,16 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.